Vagas de freelancer para aplicar provas

Ganhar dinheiro extra é uma opção para muita gente que quer aumentar a renda da família. E, assim, surgem os trabalhos temporários ou de freelancers. Uma das opções é para os fiscais de provas, que são pessoas que fazem a aplicação de provas em escolas e concursos.

O valor de um dia de trabalho, nesse caso, pode ultrapassar os R$ 300. Descubra o que é preciso para cadastrar o currículo para se tornar um fiscal de provas e quais são os requisitos mínimos exigidos para este tipo de trabalho.

Vagas de freelancer para aplicar provas

O que faz o fiscal de provas

O fiscal de provas é aquele profissional que vai ser responsável por aplicar e fiscalizar as provas, que podem ser de escolas, faculdades ou de concursos públicos, por exemplo. Portanto, um requisito é ser transparente e objetivo.

Também é exigido que ele seja totalmente gentil com os variáveis tipos de pessoas que vão prestar as provas, respeitando as culturas de cada um. Responsabilidade também é importante já que ele deve ser o primeiro a chegar e o último a sair da prova, verificando o comportamento das pessoas.

ANÚNCIO

E tem outra coisa: na hora de cadastrar o currículo para ser fiscal de concursos, saiba que muitas bancas examinadoras oferecem cursos preparatórios e de capacitação para que os que candidatos tenha mais base durante a sua atuação na aplicação das provas.

De maneira geral, em cada sala de prova ficam 2 ou mais fiscais, sendo que eles devem se revezar durante o período de lanche e a hora de acompanhar candidatos até a saída, por exemplo.

Os fiscais do Enem

Entre as atuações do fiscal de provas, os mais concorridos são aqueles que atuam no Enem. Essas pessoas são encarregadas de prestarem serviços e auxílio aos aplicadores na hora da prova, que é tão famoso em todo território nacional.

Assim, ao enviar currículo para ser um fiscal do Enem, o interessado pode trabalhar como chefe de sala, ledor, aplicador de prova, fiscal de corredor, fiscal de banheiro, interprete de livras, auxiliar de limpeza, porteiro, segurança e outras funções.

Cada uma dessas funções são apresentadas e devem ser escolhidas quando a pessoa opta por cadastrar o currículo online para trabalhar no Enem. A ideia geral é a de que todos trabalhem em comunicação para organizar o ambiente de provas.

No caso do Enem, as inscrições para fiscais de provas são feitas em até 40 dais antes da prova, ao passo que a prova é feita pela Cespe e também pela Cesgranrio. O candidato deve ter uma preparação que tem a ver com a função que vai exercer.

Valor e benefícios do fiscal

O valor a ser pago para um fiscal de prova vai depender de muitos fatores, como o tipo de prova, o horário de trabalho, a região, entre outras informações. O fato é que quando vai se candidatar a vaga de fiscal é que o interessado deve buscar essa informação.

Para se ter uma ideia mais geral desse salário, saiba que conforme matéria do INEP, uma média dos professores e servidores públicos que atuarem na Rede Nacional de Certificadores receberam um valor de R$ 318 nas últimas aplicações.

Já aquelas pessoas que também trabalharam como freelas, mas ficaram responsáveis pelas áreas de banheiro, segurança e faxina receberam o valor de R$ 140 por dia de trabalho.

A forma de pagamento também varia, sendo que no caso do Enem, os aplicadores recebem o valor de 2 maneiras: via depósito em conta corrente ou em ordem de pagamento. Ambos são realizados pelo Banco do Brasil.

Como ser um fiscal de provas

Para se tornar um fiscal de provas, quase sempre, as pessoas candidatas precisam passar por uma avaliação criteriosa, que envolve algumas etapas da contratação. O 1º passo é cadastrar o currículo e depois as outras etapas vão acontecendo de forma gradual.

E como é que faz para enviar o currículo para ser um fiscal de prova? O único jeito de ser um fiscal e aplicar provas é entrando em contato com as bancas examinadoras, que são as empresas que prestam o serviço de gestão e aplicação das provas, que podem ser concursos.

Então, o interessado deve buscar informações sobre essas bancas e sobre as provas que vão acontecer para fazer o cadastro de currículos e concorrer a uma das vagas disponíveis para esse fim.

O importante é buscar esses dados levando em conta o local da prova e o contato direto da empresa responsável para que o trabalho possa ser feito sem problemas. Isso porque, geralmente, as bancas atuam em diversas regiões do país.

O cadastro de currículo

Após encontrar as vagas abertas para ser fiscal de prova, o próximo passo é fazer o cadastro do currículo, já que como a procura por esse trabalho de freelancer é alta, a empresa faz uma seleção prévia dos currículos que tem para escolher aqueles que mais se adequam ao trabalho.

E a boa notícia é que hoje em dia quase todas as bancas examinadoras aceitam o envio do currículo online, isto é, através de plataformas digitais que exigem apenas a comunicação com a internet e sem que tenha que ir até a empresa presencialmente.

É no próprio site que dá para preencher o formulário de cadastro e a partir disso, a empresa entra em contato com o interessado pela vaga de fiscal de prova. Lembrando que conforme a banca, os valores e benefícios podem se alterar.

Entre as bancos examinadoras que mais fazem a gestão de concursos no Brasil estão: Cespe, Cesgranrio, IADES, FCC e a FGV. Todas elas possuem plataformas digitais que permitem o cadastro de currículo para fiscais de provas.

ANÚNCIO