Vagas de estágio no Ministério da Fazenda – saiba como cadastrar o currículo

Para quem quer fazer estágio em um Ministério, o da Fazenda é um dos melhores para o processo seletivo porque tudo é feito através da abertura de seleção e resultados, que fica disponível online. Então, saiba como enviar o currículo para o Ministério da Fazenda!

E, ao cadastrar o currículo, considere que esse é um dos ministérios que tem a maior quantidade de vagas também, sendo: mais de 600 atualmente, que são mantidas com recursos do Ministério da Fazenda e outras 400 com recursos do FGTS.

Vagas de estágio no Ministério da Fazenda – saiba como cadastrar o currículo

Hoje, essas vagas de estágios no Ministério da Fazenda estão todas distribuídas de forma organizada em várias partes do território nacional, sendo que a ideia é treinar pessoas para o futuro profissional em diversas áreas de atuação.

O estágio no Ministério da Fazenda

O principal objetivo do estágio remunerado no Ministério da Fazenda é formar pessoas para o mercado de trabalho através da experiência que é gerada no campo de atuação. Para isso, os estagiários executam atividades relativas às suas áreas através de treinamentos.

PROPAGANDA

Tudo tem a ver com a linha de trabalho que vai de encontro com o estudo, sendo que o estagiário desenvolve questões profissionais que serão importantes para o seu futuro assim como itens pessoais, importantes para a vida.

O programa de estágio do Ministério da Fazenda vai de encontro com diversos estudantes que estão hoje matriculados em ensino superior e também ensino médio, sendo que tudo está vinculado ao ensino público como tano ao ensino particular.

Os benefícios dos estagiários

Os estagiários que atuam no Ministério da Fazenda podem contar com vários benefícios que são garantidos por contrato, como o Seguro contra Acidentes Pessoais, que está incluso no plano de benefícios.

Quando for enviar o currículo, o candidato também deve considerar outras coisas importantes, como a bolsa estágio e o auxílio transporte (R$ 6 diários), que são de direito dos trabalhadores e garantidos por lei.

Sobre os salários dos estagiários, considere que eles são divididos em 2 partes, sendo a parte daqueles estudantes de nível superior e de nível médio. Então, as bolsas para quem está na faculdade é de R$ 364 para 4 horas de trabalho por dia ou R$ 520 para 6 horas por dia.

Já para quem está no nível médio, os valores são um pouco menores, sendo de R$ 203 para quem trabalha por 4 horas diárias e R$ 290 para quem atua por 6 horas por dia, com base no fato de que não é possível deixar a escola (o estudo) para trabalhar.

A contratação dos estagiários

O Programa de Estágio Profissional da PGFN tem o objetivo central de oferecer ao estudante a oportunidade de estagiar de forma não obrigatória, sendo que para isso existem 2 modalidades.

Uma delas é financiada com os recursos orçamentos da Fazenda e isso acontece por meio do serviço da empresa que é contrata localmente, como o CIEE (Centro de Integração Empresa Escola), por exemplo.

Já a outra opção de contratação acontece por meio dos recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), que tem operação realizada através do banco responsável, que no caso é a Caixa Econômica Federal.

E sabendo isso, o estudante pode optar pelas 2 opções, sendo que a seleção dos estagiários acontece através de um processo seletivo, que vai depender de vários fatores, como o surgimento das vagas, por exemplo.

A seleção dos estagiários

Todo interessado em cadastrar o currículo para estágio no Ministério da Fazenda deve considerar o processo seletivo também. Sendo que cada unidade espalhada pelo Brasil pode selecionar os trabalhadores através dos seus próprios meios.

Assim, isso vai depender das oportunidades de emprego que são geradas em cada região. Depois disso, as unidades precisam ter a autorizações validades para a contratação dos estagiários.

Ao passo que a contratação de um estagiário, que acontece logo após o processo seletivo feito pelas empresas responsáveis pela recrutação, é feita junto à empresa contratada regionalmente pelo Ministério da Fazenda ou pela Caixa Econômica Federal.

Assim, o estagiário tem os seus direitos garantidos, tais quais o pagamento em dia do seu salário e dos benefícios.

Cadastrar currículo para estágio

Com tantos benefícios oferecidos, fica claro ao estudante que estagiar no Ministério vai ter no currículo uma grande vantagem frente aos outros estudantes. Mesmo porque no local há o encontro com vários profissionais especializados que podem repassar seus aprendizados.

Mas, sendo assim, o que fazer para cadastrar o currículo para estágio no Ministério da Fazenda? Tudo é feito online hoje em dia. Portanto, o interessado deve ficar de olho no site da Fazenda, onde são expostos os editais e comunicados.

Os processos seletivos são informados com o preenchimento da vaga de estágio remunerado em várias unidades da PGFN, como em Marília (SP), Goiás (GO), Uberaba (MG), entre outras regiões do país que tem essa oportunidade para trabalhar.

E com base nisso, o candidato pode escolher o edital de interesse e ver como é feita a seleção de estágio, lembrando que em cada região tem uma empresa responsável por organizar o processo considerando o envio de currículos e entrevistas.

Exemplo de edital

Recentemente foi publicado um edital para estagiários em Marília (SP), sendo que haviam 3 vagas para estagiários com início para abril de 2019. Dessa forma, o edital foi lançado em novembro de 2018, sendo que processo teria duração de 3 meses para acontecer.

No edital estavam informados detalhes de como enviar o currículo para participar do processo seletivo e informações sobre a prova objetiva, que terá 25 questões sobre temas jurídicos. Para conhecer esse edital e se preparar para a prova, acesse.

PROPAGANDA