Jovem Aprendiz na Petrobras: como enviar o currículo?

O objetivo central da Petrobras é promover a inclusão social por meio da qualificação profissional de jovens estudantes através do Programa Petrobras Jovem Aprendiz (PPJA). Todo processo é feito com base na Lei 10.097, que é de 2000.

O programa dá chance ao jovem de baixa renda de ter uma formação básica em instituições associadas, cursos de qualificação profissional no Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e uma vivência em uma das maiores empresas do Brasil – a Petrobras.

Jovem Aprendiz na Petrobras

O jovem tem a chance de evoluir enquanto profissional por 24 meses, sendo esse o prazo máximo e pode contar ainda com benefícios de um trabalhador assalariado, como férias, 13º salário, auxílios e FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

Os cursos duram de forma diferentes, sendo 4 meses em um interno na Petrobras , 9 meses de formação no Senai e mais 9 meses de experiência prática, nas unidades da empresa.

ANÚNCIO

Quem pode se inscrever no Jovem Aprendiz da Petrobras?

Quem está em vulnerabilidade social (com renda familiar baixa ou inscrita no Cadúnico do governo federal), tem entre 15 e 21 anos e frequenta o sistema de ensino regular, pode se inscrever para as vagas.

Todas as inscrições podem ser feitas através do envio do currículo, sendo que cada local realiza o seu processo seletivo em uma data determinada – que depende do término da edição anterior.

Logo, os comitês locais da Petrobras iniciam a seleção dos jovens periodicamente.

Como encontrar entidades responsáveis pelo recrutamento?

Os procedimentos de recrutamento e seleção são feitos por esses comitês, que geralmente são empresas que organizam os currículos e os formulários.

Esses agentes têm autonomia para executar os processos seletivos.

E você pode conhecer todas as instituições participantes no site oficial da Petobras (clique aqui).

Em são Paulo, por exemplo, a empresa responsável é a Sociedade Beneficente Caminhando para o Futuro, além de outras, como a Mantenedora Jacareí, Fundação Hélio Augusto de Souza, Círculo de Amigos do Menino Patrulheiro e outras.

Com informações da Petrobras

ANÚNCIO