Vagas de estágio no cartório – como cadastrar para a vaga

Muita gente busca uma vaga de emprego que traga segurança e estabilidade financeira. Para o estagiário, o pensamento é um pouco diferente: aprendizado e benefícios. Por isso, é comum que os estudantes busquem informações sobre os programas de estágio de cartórios.

Isso porque essas são boas oportunidades de emprego que os estudantes podem ter acesso para alinhar o seu estudo com o mercado de trabalho. Só que para cadastrar o currículo e concorrer a essas vagas, ele deve ficar de olhos atentos às vagas abertas periodicamente.

Vagas de estágio no cartório – como cadastrar para a vaga

No cartório, o estudante estagiário poderá desempenhar diversas funções, aprendendo novas etapas no trabalho e se desenvolvendo profissionalmente. Isso o torna mais preparado para o mercado de trabalho, sem contar com os benefícios, como a bolsa auxílio.

O que é um cartório

Cartório vem do latim “charta”, que significa papel, mensagem, texto. No Brasil, esse termo se dá as competências além do tabelião de notas, que inclui também os registros civis das pessoas jurídicas e físicas, assim como o registro de títulos, documentos, ofícios, imóveis, etc.

ANÚNCIO

Antes da proclamação da República, esse serviço era executado pelas igrejas e depois do marco, passou-se aos cartórios. Daí, os cartórios se tornaram uma das melhores opções de emprego para muita gente, devido à segurança e estabilidade.

Com essas diversas tarefas, o cartório presta um serviço fundamental para a sociedade, visto que por ele passa uma grande organização, gerenciando até mesmo crises entre empresas e compradores. É no cartório que se faz o registro de muita coisa e muitos documentos.

Por que trabalhar em um cartório

São muitos os tipos de cartórios, sendo que eles atendem a diversos tipos de serviços, cada um na sua área. Por exemplo, tem o Cartório de Notas; Tabelionato de Protesto; Cartório de Registro de Imóveis (RI); Cartório de Registro de Títulos e Documentos (RTD); entre outros.

Assim, cada um deles traz as suas funções e em todos é válido a experiência como estagiário, visto que acumula uma ampla bagagem de aprendizado. Ao cadastrar o currículo, o interessado não deve se atentar ao tipo de cartório inicialmente.

Isso porque visto que se tratam de programas de estágio, a ideia é aprender cada vez mais. Logo, independente se seja focado em imóveis ou em casamentos, o estudante vai poder aprender muito com o seu novo trabalho e isso é uma grande vantagem para o estudante.

Dessa forma, o estagiário de um cartório poderá executar diversas funções, que vão se basear na necessidade de cada unidade. No geral, as vagas são para auxiliares de atendimento, onde o estudante lida diretamente com o público.

Benefícios do estagiário no Cartório

O estágio tem a possibilidade de prolongamento de contrato, renovando o mesmo após o período de 12 meses, período no qual é o mais comum entre os estagiários. Então, uma das vantagens é poder ficar até 2 anos atuando no cartório e adquirindo experiência.

Também é possível que ocorra a efetivação, com o estagiário se fixando como um trabalhador empregado do cartório. Nesse caso, o simples fato de enviar um currículo para estagiar no cartório pode resultar, no futuro, em uma vaga de trabalho das mais concorridas.

Isso sem contar ainda que os estagiários do cartório têm alguns benefícios ao seu favor, como: a possibilidade de prorrogação de contrato, possibilidade de efetivação na função exercida, recesso remunerado, auxílio transporte e bolsa auxílio.

Quanto ao salário do estagiário dos cartórios, a média nacional da bolsa auxílio é de R$ 700 por mês, independente do curso no qual o aluno está inscrito e cursando. Lembrando que são aceitos alunos de diversas áreas, mas especialmente de humanas.

Requisitos para o programa de estágio em cartório

Para ser um estagiário no cartório é necessário que o estudante tenha concluído o ensino médio no método tradicional, isto é, através das aulas presenciais. Ou através do EJA, a Educação de Jovens e Adultos, que também é uma forma de conclusão desse ensino.

Também é necessário que o mesmo esteja cursando algum curso superior, ou seja, de uma graduação como universidades e faculdades. Sendo que ele precisa estar entre o 1º e o 5º semestre, preferencialmente no período noturno, pois o trabalho será durante o dia.

São necessários ainda o conhecimento de algumas ferramentas de informática, como: Word (Básico); Internet (Básico) e Windows (Básico). O inglês (básico) é um grande diferencial para quem vai enviar o currículo para participar do processo seletivo.

Dessa forma, como falamos acima, independente do curso que está inscrito, o candidato pode participar do processo seletivo. Mas, todos os alunos da área de humanos têm mais aptidão para o tipo de função que será exercido no cargo de estagiário dentro de um cartório.

Inscrição para estágio no cartório

Para conseguir uma vaga de emprego no cartório, tanto emprego normal (efetivado) como as vagas de estágios é necessário que o interessado fique atento as vagas abertas no seu município, que normalmente são divulgadas por editais, com divulgação pública.

Como são vagas públicas, elas são preenchidas apenas por concurso público e mesmo os estágios são feitos em processo seletivo, que muitas vezes são organizados por empresas recrutadoras e parceiras, como o CIEE (Centro de Integração Empresa Escola).

Portanto, é importante que o estudante se mantenha sempre atualizado e antenado com tudo o que acontece no mundo, além de dominar a sua área de futura formação, que vem estudando na universidade.

Após ter ciência da vaga, basta se inscrever e efetuar o pagamento da inscrição, conforme edital de lançamento. No dia da prova, compareça ao local indicado e realize a mesma. Se aprovado, o estudante terá um prazo para a apresentação dos documentos e contratação.

ANÚNCIO