Quais as vantagens de ser um trabalhador autônomo?

Trabalhos autônomos são aqueles exercidos por pessoas que não prestam contas para as empresas no sentido de que trabalham sem vínculo com os chefes. Assim, há uma grande variação de trabalhador autônomo.

Tem os autônomos de profissões com cursos superiores, como advogados, nutricionistas, jornalistas, professor particular; e aquelas que não necessitam de cursos, como pintores, pedreiros, diaristas e cabeleireiros.

Quais as vantagens de ser um trabalhador autônomo?

Quais as vantagens de ser um trabalhador autônomo?

Sendo um trabalhador autônomo é possível fazer o próprio horário sem precisar passar o cartão de ponto, sem ter que cumprir com as exigências de uma empresa.

Esse talvez seja o maior atrativo que muita gente está levando em conta na hora de trabalhar de forma autônoma, seja por meio de uma prestação de serviço ou quando optam por abrir o próprio negócio.

Na verdade, esse trabalhador organiza o própria vida e escolhe os horários mais flexíveis para trabalhar, a maneira como vai executar as tarefas e até o local onde irá atuar profissionalmente.

Claro que isso é uma vantagem incrível, mas que também requer cuidados, especialmente no comprometimento com a entrega dos resultados, independentes de quais sejam.

A independência

Essa independência do autônomo gera lucros e benefícios diretamente à ele, pois não existe uma corporação para quem deve prestar conta.

Com isso, pode escolher algumas pessoas para trabalhar, oferecendo o salário que mais julgar compatível.

Isso significa que nem sempre o autônomo apresente certificados sobre as habilidades e competências, mas precisa estar preparado para manter a própria sobrevivência.

O mercado de trabalho de autônomos

Atualmente a procura por essas trabalhos tem crescido muito no Brasil e algumas carreiras tem se destacado e tem sido mais lucrativas também.

Como, por exemplo, reservar um espaço da casa para venda de comidas: lanches naturais, bolos caseiros, doces.

Também lecionar aulas particulares, aproveitando nesse caso a formação acadêmica.

Atividades artesanais também tem tido destaque, com a fabricação de velas artesanais, bolsas, cestos, brinquedos.

Além disso, tem aqueles serviços que basta um computador e uma cadeira para trabalhar com funções no computador: designers, redatores, digitadores, marketing digital e outras.

Os cuidados fiscais

Ao optar por trabalhar como autônomo, o profissional precisa fazer a inscrição no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Isso porque colaborando com a previdência social, ele consegue gozar de alguns benefícios: aposentadoria por idade, aposentadoria por invalidez, aposentadoria por tempo de contribuição, aposentadoria especial; auxílio-doença; salário maternidade; etc.

Recentemente, uma das opções que mais tem sido usada no mercado é a de MEI – Microempreendedor Individual, que dá direito aos benefícios, já que o empresário passa a ser optante pelo Simples Nacional.

Com isso, ele tem uma função regulamentada e faz o pagamento mensal de um valor baixo, com base no salário mínimo. É uma forma de estar dentro da lei e ser um autônomo!