Veja os tipos de faculdades para escolher a sua graduação

Nos dias de hoje, os tipos de faculdades para escolher variam entre a pública e a privada, entre a universidade e o centro universitário, além de ter a modalidade de ensino a distância ou a presencial. Sendo assim, é bem importante você conhecer isso antes de começar o seu curso.

Até mesmo porque com tantas faculdades disponíveis, você vai ver que também há uma grande variação de preços de mensalidades. Mas, escolher apenas olhando o preço pode não ser a melhor escolha para você. É preciso entender a diferença entre elas.

Aliás, uma coisa não muda: você deve optar por um curso que esteja em uma faculdade qualquer, no entanto, que tenha a certificação do MEC, que é o Ministério da Educação e da Cultura, que valida essas escolas.

Os tipos de faculdades

Sendo assim, o que temos aqui são todos os vários tipos de faculdades para escolher para começar a estudar na graduação. Ao passo que separamos o artigo em grandes tópicos, sendo: forma de administração, forma de atuação e modalidade de ensino. Saiba tudo!

Forma de Administração

Nos dias de hoje, a forma de administração se divide em 2, sendo que elas estão ligadas às questões financeiras. Uma depende do poder público e outra é da iniciativa privada.

ANÚNCIO

Públicas – as públicas são financiadas pelo poder público (municipal, estadual e federal). Sendo assim, possuem o ensino educacional gratuito e com vestibulares bastante concorridos. O ingresso acontece através de concursos e do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Privadas – já as faculdades particulares são administradas pela iniciativa privada. Logo, os alunos fazem pagamentos mensais para estudarem. De modo geral, a concorrência para entrar nessas escolas é bem menor, mas também dá para usar a nota do Enem.

O fato é que estudar em uma faculdade pública ou particular não vai mudar muita coisa no seu conhecimento. Obviamente, isso se você tirar o melhor proveito das aulas. O que mudará, com certeza, é o seu investimento, que pode passar facilmente dos R$ 40 mil no particular.

Forma de Atuação

Quando o assunto fala das formas de atuação de cada uma dessas universidades, a gente tem que considerar o decreto 5.773 de 2006. Ele diz que o MEC passou a dividir o ensino superior entre as faculdades, as universidades e os centro universitários. A gente explica.

Faculdades – elas são focadas em áreas do conhecimento. Por exemplo, Faculdade de Administração ou Faculdade de Engenharia. Logo, possuem uma quantidade menor de cursos e 2/3 do corpo docente tem que ter o título de especialista na área.

Universidades – essas precisam ter o título de universidade. Então, isso inclui o trabalho com o ensino, com pesquisa e com extensão. Logo, 1/3 dos professores devem ter mestrado ou doutorado.

Centros Universitários – por último, os centros universitários estão justamente entre as faculdades e as universidades. Sendo assim, não são tão específicos e nem tão abrangentes. No entanto, eles também devem ter aprovação e credenciamento do MEC.

Assim como estudar em uma escola particular ou pública pode não te fazer melhor aluno ou pior aluno, saiba que a atuação da faculdade também não vai dizer tanto assim sobre você. Por outro lado, fica claro que em todo caso você tem que tirar o melhor proveito dos cursos.

Modalidade de Ensino

Para terminar esses grandes tópicos, que diferenciam os tipos de faculdades para escolher onde você vai estudar no futuro, saiba que temos a modalidade de ensino. Basicamente, ela se tornou possível mais recentemente, com o avanço da tecnologia e da internet.

Presenciais – é o modelo mais clássico. Sendo que nesse tipo de estudo, as aulas acontecem em sala de aula mesmo. E o estudante tem que comparecer no local e no horário marcado para ter acesso aos conteúdos e ensinamentos. É preciso ter o mínimo de presença.

EADs – é o novo formato de estudo. No ensino à distância, o aluno não precisa se deslocar até uma sala de aula porque tudo acontece pela internet, através de vídeos, textos e questionários. Isso acontece nos chamados “Ambientes Virtuais de Aprendizagem”.

Semipresenciais – e bem no meio-termo, entre o curso presencial e o curso EAD, considere que temos os semipresenciais. Basicamente, o aluno tem aulas online, só que precisa ter uma pequena parcela de aulas presenciais, geralmente, nos dias de provas.

tipos de faculdades para escolher

O mais legal aqui desse tópico é notar que atualmente todos os cursos, das várias modalidades, podem ser aprovados pelo MEC (veja aqui as instituições credenciadas). Então, quer dizer que um curso online pode ter validade igual a de um curso presencial. O que dá mais possibilidades aos estudantes.

Resumo – como escolher a melhor faculdade?

Para terminar o conteúdo, vamos deixar aqui uma simples reflexão que você deve se fazer sempre que for procurar um curso de graduação ou até mesmo de pós-graduação. Qual será que é o melhor tipo de faculdade para você?

Isso vai depender de diversos fatores. Por exemplo, em termos financeiros, os cursos EAD são mais baratos. Ainda assim, temos que dizer que a faculdade pública é inteiramente grátis. Por outro lado, estudar em uma universidade pode te dar mais experiência estudantil.

Então, o que você deve fazer é analisar todas as possibilidades que estão à sua disposição. Até mesmo porque os cursos online têm sido mais escolhidos por serem mais baratos e mais práticos do que os cursos presenciais das faculdades privadas.

No entanto, muita gente tem encontrado dificuldade na hora de estudar de casa. Isso porque esse tipo de atividade requer muita concentração, foco e organização. Além do bom planejamento de estudo do aluno.

ANÚNCIO