Setor de saúde gerou mais de 123 mil vagas de emprego em maio

Quando a comparação é feita com o mesmo mês do ano passado, maio deste ano teve exatamente 123,1 mil novas de emprego a mais na área da saúde em todo o país. E isso se considerarmos as vagas privadas, isto é, de empresas privadas e não públicas.

O número representa uma alta de 3,6%, o que é ótimo para todo setor da saúde e para quem busca uma oportunidade de trabalho nesse ramo.

Setor de saúde gerou mais de 123 mil vagas de emprego em maio

No período, o estudo não contou com os empregos com carteira assinada para se chegar ao dado de que a economia nacional gerou 279,2 mil postos de trabalhos formais.

O estudo foi feito pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) e ficou chamado de Relatório de Emprego com Carteira Assinada na Cadeira da Saúde.

O resultado final representa 1/3 de todo o saldo de 402 mil empregos registrados em toda a área da economia do país.

Crescimento acima da economia

Esse resultado representa um crescimento acima da média. Isso porque entre fevereiro e maio de 2019, a alta nas vagas abertas na área de saúde foi de 38 mil novos postos – com carteira assinada. Isso dá um aumento de mais de 1%.

Já no que corresponde aos dados da economia como um todo, houve um aumento de 0,2%, o que totaliza 80,8 mil empregos novos que foram criados.

Para José Cechin, que é do IESS, os números só confirmam a importância da área da saúde como fundamental para a recuperação da economia do país e também para a geração de empregos formais no Brasil.

“É evidente que em um cenário de lenta recuperação com carteira assinada, a cadeia produtiva da área da saúde continua com novas contratações, sendo um importante motor para o país”.

Apenas funcionários de empresas privadas

O IESS explica que a partir de agora os relatórios vão ser sempre focando nas pessoas com carteiras assinadas, mas sem somar aqueles que são funcionários públicos sem CLT (Consolidação das Leis de Trabalho).

Outra coisa é que a ideia é considerar toda a área da saúde, aí serve tanto para a saúde suplementar como para a saúde pública.

O mercado de trabalho na área da saúde

Com essa pesquisa e os ótimos números dá para ver porque o mercado de trabalho na aérea da saúde tem se destacado no país todo.

O resultado disso está também nas novas inscrições e oportunidades nos cursos profissionalizantes e de gradua na área. Atualmente, a área é formada por médicos especialistas até mesmo auxiliares de enfermagem, por exemplo.

Isso quer dizer que é uma boa ideia para quem busca uma colocação no mercado de trabalho. E as vagas abertas vão desde aquelas em hospitais, clínicas, postos de saúde, consultórios médicos e os empregos de atendimento domiciliar.

Atualmente, esse é um setor que tem ganhado força. Assim, as pessoas são contratadas com CLT por empresas e prestam serviços na casa dos pacientes. Isso vale para cuidados médicos e algumas áreas como terapias, por exemplo.