Conheça 3 coisas sobre ser jogador de futebol que vão além do talento

Qual menino ou menina nunca sonhou em der jogador de futebol quando crianças? Aqui no país, esse é um sonho comum e muito tradicional, que passa pela Era Pelé e chega à Era Neymar.

Agora, se tornar um jogador de futebol profissional é ainda mais complicado do que passar em um concurso. Isso se a gente analisar o número de vagas por interessados.

Conheça 3 coisas sobre ser jogador de futebol que vão além do talento

Assim sendo, para ser um jogador profissional, diferente dos estudos para concurso, é preciso seguir outras regras. Muitas vezes, elas vão além do talento.

O que é o talento?

O talento no futebol é aquilo que não se explica tanto pelo estudo ou pelo aprendizado que vem com treinos. Geralmente, a pessoa nasce sabendo fazer aquilo muito bem. Isso é talento.

Agora, claro que se ela tem talento e ainda assim treina e se capacita, maiores as chances dela se tornar um profissional ainda melhor. Mas, note que o talento se torna um diferencial.

Por outro lado, há gente que não nasce com esse talento futebolístico e mesmo assim se torna jogador de futebol. Portanto, isso prova que todo mundo pode tentar realizar esse sonho.

Aí que existem algumas características que se tornam necessária ou mesmo imprescindíveis para esses casos. E é disso que se trata a próxima parte deste conteúdo.

1 – Treino

Independente se você é talentoso ou um “perna de pau”, saiba que o treino se faz necessário nos dias de hoje. É, basicamente, um requisito para se tornar um jogador de futebol.

Isso porque o futebol se profissionalizou e o atleta não joga apenas aos finais de semana. A profissão exige treinamento diário, com horários e regras, além de estudos e aprendizagem.

E engana-se quem pensa que o treino é diversão. Claro que dá para fazer por prazer, porém, o treino é como o trabalho de outro profissional. Existe o horário do treinamento físico, a hora de se alimentar melhor e mais saudavelmente e até mesmo o momento de intervalo entre uma atividade e outra.

2 – Responsabilidade

Atualmente, o mercado do futebol e do esporte como um todo já não permite mais pessoas sem responsabilidade. Portanto, esqueça a ideia do Romário ou do Ronaldo, que mal treinavam, chegavam atrasados e mesmo assim eram escalados.

Hoje, sem responsabilidade um jogador é cortado e até mesmo afastado dos treinos e dos jogos. E isso não tem a ver só com horários, mas também com a disciplina e educação com os colegas, por exemplo.

Aliás, a responsabilidade vai além do talento e é, praticamente, requisito mínimo para ser um jogador de futebol profissional. Se você tem esse sonho, atente-se a isso desde já.

3 – Determinação

Determinação é algo que sempre vai ser importante para quem quer alcançar um objetivo. E isso ainda mais em uma profissão que tem tão poucas vagas de emprego, né.

O atleta tem que treinar e ser responsável. O talento até pode ser um diferencial. Agora, sem determinação, ele não vai conseguir chegar até a realização do sonho.

E a determinação, inclusive, pode ser o diferencial para quem não tem ou tem pouco talento. Isso vai além de ter dinheiro para financiar um projeto ou um assessor. Determinação é querer chegar lá, saber que você pode e fazer de tudo para você conseguir isso.