Seguro DPVAT: prazos e pagamentos online

O Seguro DPVAT é um seguro obrigatório que deve ser pago por quem tem veículos em atividade no Brasil. O valor é dividido entre vários fins, ao passo que muitas pessoas têm direito ao pagamento do Seguro DPVAT, em casos de acidentes, por exemplo.

Com o avanço da tecnologia, o pedido de indenização do Seguro DPVAT pode ser feito online, isto é, pela internet e sem que você tenha que ir diretamente até o local. Saiba como é possível solicitar o Seguro DPVAT e quais os casos em que ele pode ser solicitado.

Descubra também quais são as seguradoras responsáveis pelo pagamento do DPVAT e em qual plataforma digital é possível solicitar a indenização do benefício, que necessita de alguns documentos pessoais para ser requisitada.

Seguro DPVAT – o que é?

O DPVAT é o Seguro dos Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres e é usado para indenizar as vítimas de acidentes de trânsito, como os motoristas, passageiros e os pedestres.

O DPVAT é um seguro obrigatório pago anualmente pelos consumidores de veículos e juntamente com o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) desses veículos. O Seguro funciona desde 1974 e tem caráter social.

Antes de solicitar o Seguro DPVAT, saiba que existem 3 naturezas diferentes para os danos, que podem ser: morte, invalidez permanente e o reembolso de despesas médicas e hospitalares (DAMS).

Hoje em dia, o DPVAT é administrado pela Seguradora Líder-DPVAT, que tem a função de assegurar a toda população brasileira o acesso aos benefícios do Seguro DPVAT. A Seguradora é uma companhia constituída por seguradoras do consórcio do seguro DPVAT.

O modelo de gestão é novo e está alinhado com os mecanismos corporativos e as mais modernas técnicas administrativas adotadas pelo mercado, visando o benefício social.  Descubra informações importantes sobre como solicitar o Seguro DPVAT.

Documentos para Solicitar o DPVAT

As indenizações que são pagas pelo Seguro DPVAT pelas seguradoras conveniadas e os próprios beneficiários podem dar entrada no pedido de indenização do seguro DPVAT. Sendo que para cada tipo de solicitação é exigido um documento para comprovação.

Por exemplo, o Boletim de Ocorrência Policial Original é usado para todos os casos (Morte, Invalidez e Médico-Hospitalar). Além dele pode ser exigido ainda a Certidão de Óbito (em caso de morte), o Boletim do Atendimento Hospitalar e o Laudo do Instituto Médico Legal (IML).

Quanto aos documentos pessoais exigidos para a solicitação do Seguro DPVAT, estão: o CPF, a Carteira de Identidade RG, o comprovante de residência, o comprovante de pagamento do DPVAT, a conta bancária para dados bancários e a autorização do pagamento.

Prazo para Solicitar o Seguro DPVAT

Esse é um ponto bastante importante para quem vai solicitar o Seguro DPVAT, já que existe um tempo máximo (um limite) para que o pedido de indenização seja feito e ele conta a partir da data do acidente, que vai estar registrada no Boletim de Ocorrência.

Portando, a partir da data do acidente serão contabilizados 3 anos para que a solicitação de indenização do Seguro DPVAT seja feita. Já quanto aos casos de invalidez, a contagem começa a partir da emissão do laudo do Instituto Médico Legal (IML).

Em casos de dúvidas tanto na hora de saber os prazos, saber sobre o agendamento ou sobre como solicitar o Seguro DPVAT, o consumidor poderá ligar no SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) do DPVAT, no 0800-022-1204.

O Pagamento do Seguro DPVAT

O pagamento da indenização do Seguro DPVAT é feito em conta corrente ou em conta poupança para todas as vítimas ou beneficiários que tem direito ao Seguro DPVAT em até 30 dias após a apresentação e aprovação de toda a documentação exigida.

Quanto ao valor do Seguro DPVAT ele varia conforme a indenização, no caso de mortes o valor é de R$ 13,5 mil ou o mesmo valor para casos de invalidez permanente, variando ainda conforme o grau. Já os reembolsos para as despesas médicas vão até R$ 2,7 mil.

E todos os recursos que serão usados para o pagamento do Seguro DPVAT partem dos pagamentos anuais que os donos de veículos fazem, sendo que 45% do todo são repassados ao Ministério da Saúde (SUS) e 5% para o Ministério das Cidades (Denatran).

Já os demais valores, de 50%, são voltados para o pagamento do Seguro DPVAT no caso das indenizações ou das reservas.

Categorias de Veículos Seguro DPVAT

Conforme o artigo 38 da Resolução CNSP 332/2015, o Seguro DPVAT cobre várias categorias de veículos automotores, sendo que eles são divididos em 10 categorias distintas, que você vai acompanhar a tarde.

Assim, apenas veículos com motor próprio, com registro e com licenciamento podem ser cobertos. Entre eles, estão: veículos automóveis particulares, táxis e carros de aluguel, ônibus e lotação com cobrança de frete, micro-ônibus, ciclomotores, motocicletas e caminhões.

Vale lembrar ainda que os danos pessoais que não sejam causados por veículos automotores ou por carga não são seguros pelo DPVAT, nem mesmo as multas ou finanças, os acidentes fora do Brasil ou os acidentes com veículos estrangeiros.

Seguro DPVAT: prazos e pagamentos online

Cuidado com Golpes e Fraudes

Todos os serviços que envolvem indenização ou transação de dinheiro podem estar sujeitos aos golpes financeiros, sendo que algumas pessoas podem acabar prejudicadas. Portanto, a dica é não pagar o valor do benefício caso não haja comprovação do mesmo.

Na hora de solicitar a indenização do DPVAT considere analisar a veracidade das informações nos órgãos responsáveis para não cair no Golpe do Seguro DPVAT.

Considere, portanto, que nenhum funcionário da Seguradora Líder ou de outras seguradoras consorciadas pelo DPVAT está autorizado a entrar em contato com as vítimas ou os beneficiários para oferecer serviços ou facilidades.

Da redação