Conheça 3 qualidades de candidatos para fazer uma boa contratação!

A gente tem abaixo 3 super dicas do Sebrae para quem vai contratar novos profissionais. As dicas vieram após o Sebrae fazer uma pesquisa e verificar que muitos empreendedores têm tido problemas na hora de contratar pessoas.

E o assunto não é apenas técnico, viu. Aqui, as dúvidas acontecem na hora de analisar o que um candidato deve ter para representar uma boa contratação. E a gente fez uma revisão e edição na matéria do Sebrae para listarmos as principais qualidades de tais candidatos.

Conheça 3 qualidades de candidatos para fazer uma boa contratação!

Leve em conta que o Sebrae não diferencia os tipos de contratações, como de carteira assinada, de freelancers ou mesmo de temporários. E nem mesmo o tamanho da empresa que vai contratar, que pode ser uma LTDA, uma MEI, uma ME, uma SA, etc.

1 – ÉTICA

A primeira coisa que é importante, na visão do Sebrae, é saber se a pessoa a ser contrata é uma pessoa ética. Assim sendo, a instituição avalia que não adianta nada ser o melhor profissional do mundo em termos técnicos se não for ético.

O Sebrae analisa esse tipo de contratação, que não considera a ética do funcionário novo, como sendo um verdadeiro “tiro no pé”.

ANÚNCIO

E para quem não sabe, os valores éticos tem a ver com tudo aquilo que envolve não apenas a questão da educação e do respeito, mas sim a questão de saber seguir ordens, seguir leis e saber lidar com o próximo.

2 – COMPETÊNCIA

Outro ponto importante é a competência. Logo, o que Sebrae diz é que o profissional a ser contratado precisa ser competente a ponto de poder executar suas tarefas do dia a dia. E não estamos falando apenas da competência técnica da atividade que o cargo exige.

Aqui também se deve considerar a competência em não chegar atrasado, por exemplo. Alguém competente é alguém que valoriza a empresa e faz o que pode para vê-la crescer e se desenvolver.

3 – APRENDIZADO

Por último, também como orientação do Sebrae, saiba que um profissional bom é aquele que está sempre disposto a aprender mais. Mesmo que ele não saiba tudo sobre a sua atividade, se ele estiver apto a aprender já será um ótimo começo.

Aliás, nunca você vai encontrar no mercado um profissional que saiba tudo. E as máquinas, programas e o mercado se atualiza o tempo todo. Logo, você tem que ter ao seu lado alguém que se atualize também e esteja disposto a aprender mais.

Bônus – não fique preso à experiência e indicações

A primeira dica aqui no fim do artigo é não ficar presto à experiência do profissional. Isso pode até ser um diferencial, mas nunca deve ser um requisito obrigatório. Pessoas novas e sem experiências podem ser boas, até mais, do que quem já está acostumado ao mercado.

Isso é o que diz o Sebrae. E, além disso, saiba que as contratações por indicações, especialmente de amigos e familiares, devem ser evitadas. Exceto se você souber diferenciar muito bem o assunto profissional do que é pessoal.

ANÚNCIO