5 profissões estão em alta no mercado quando o assunto é criatividade

O que muitas empresas buscam hoje em dia nos seus candidatos é a criatividade. Sendo assim, quem está em busca de uma vaga de emprego pode ter essa característica como diferencial.

Inclusive, ela é muito bem vista no mercado de trabalho. Isso porque a capacidade de pensar de um jeitinho diferente e de descobrir – através de ideias próprias – soluções alternativas para problemas que surgem é vital em qualquer profissão.

5 profissões estão em alta no mercado quando o assunto é criatividade

A busca por esse tipo de profissional: qualificado e criativo está em expansão. Algumas opções de cargos criativos estão listadas abaixo.

1 – Roteirista

Quando você pega um jogo de videogame para jogar ou fica encantando como aquele filme começou e se desenrolou ou como aquela propaganda cumpriu o papel, sabe?

Esse é o trabalho do roteirista.

Sem ele, os games, os filmes, as séries, os vídeos e outros produtos também não existiriam.

O roteirista é responsável por escrever a narrativa, as falas e por ficar de olho em cada detalhe das tramas.

São esses pequenos traços que tornam o produto final surpreendente. Se você acha isso tudo incrível, pode ser que a sua nova profissão tenha a ver com criar roteiros!

Com a internet, aumenta ainda mais a produção de vídeos caseiros e de jogos e, por isso, esse profissional tem sido bem procurado. O salário médio gira em torno de R$ 1.541.

2 – Designer de games

Falamos do enredo, da narrativa de um jogo… Mas, e quem faz a criação dos cenários e dos personagens?

O designer de games. Inclusive, muitas empresas grandes, como Google, estão em busca de profissionais para esta função. Já pensou em trabalhar como designer de games?

Ele cria toda a magia de um jogo para diversas plataformas, podendo passear pelo desenho bidimensional até a modelagem 3D.

Esse mercado está aquecido e conta com vagas em ascensão, por isso a área mostra-se promissora. O salário médio desse profissional é de R$ 3.950.

3 – Designer Thinking

Aposto que você nunca ouviu falar!

O “pensar como um designer” é uma nova abordagem que as empresas usam para buscar soluções de problemas usando uma metodologia mais criativa.

O objetivo é um só: buscar resultados inovadores.

Quem é do setor comanda equipes e é responsável por tomar decisões e conduzir etapas de estudo e prototipação do projeto discutido.

Como é uma profissão relativamente “nova”, não temos uma média salarial.

4 – Youtuber

O sonho de muita gente: ganhar dinheiro com o próprio conteúdo online.

Acontece que, para chegar lá, é necessário ter um diferencial que o destaque dos demais.

Afinal, são milhões e milhões de usuários. De repente, pensar em um tema que interesse muita gente e que gere discussões pode ser um caminho. Seja como for, seja criativo.

Para começar a lucrar com os vídeos no Youtube é preciso ter pelo menos 1 mil inscritos e 4 mil horas de visualizações nos últimos doze meses.

É um pouco demorado, mas dá retorno se houver investimento em edição, roteiro e definição de público-alvo.

O salário varia muito de um youtuber para outro, sendo complicado mensurar um valor exato.

5 – Fotógrafo

Quem atua nessa área é quem mais pode variar entre os meios de trabalho.

O profissional pode partir para o fotojornalismo, para a publicidade, registro de eventos…

Há muita facilidade na hora de divulgar o trabalho, a internet trabalha a seu favor e te mostra para uma cartela de clientes. A criatividade, no entanto, vai ser o seu diferencial.

Captar o melhor ângulo, ter sacadas para entregar um resultado diferente…

O salário também muda bem de uma pessoa para outra, mas a média é de R$ 1.605.