Confira 5 plataformas para pesquisa acadêmica na área jurídica

Atualmente, a internet tem sido uma mão na roda para muita gente. Inclusive, para estudantes da área de direito e outros temas jurídicos. Isso porque com a tecnologia dá para encontrar fontes de pesquisas online, sempre precisar sair de casa e com ótimas referências.

Para provar isso, a gente fez uma busca e selecionamos 5 plataformas incríveis para serem fontes de pesquisa para quem está fazendo um trabalho acadêmico. Independentemente do tipo de trabalho que é, saiba que são fontes confiáveis e com conteúdo de qualidade.

1 – SCIELO

A Scielo é a sigla de Scientific Eletronic Library Online. E, nada mais é uma parceria entre a Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo e o Centro Latino-Americano e do Caribe de Informações em Ciência da Saúde.

Bom, na prática, é uma plataforma que armazena e avalia diversas produções cientificas que estão em países em desenvolvimento. Ao todo, são mais 450 mil artigos científicos que são publicados em periódicos de alto impacto. Do total, mais de 3,5 mil são de tema jurídico.

2 – CAPES

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior também tem um portal para fontes de pesquisa na internet. Na verdade, é como uma biblioteca digital que foca em toda produção cientifica do mundo.

O portal de periódicos do Capes tem mais de 37 mil periódicos, além de livros, enciclopédias e obras. Do lado da área de direito, são mais de 9 mil artigos científicos disponíveis. O acesso é gratuito para professores, pesquisadores e alunos vinculados ao Capes.

Inclusive, aqui vale citar que o CAPES tem um banco de testes também. Ele cataloga todos os trabalhos que são defendidos em programas de pós-graduação no país.

3 – CONPEDI

O Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito tem dois eventos grandes no país. E todos os artigos apresentados neles vão para o site do Conpedi em formato de livros. Eles são distribuídos gratuitamente.

No site, porém, não há mecanismos de buscas que facilitam a procura de obras. Mas, ainda assim dá para pesquisar isso nos grupos de trabalho que existem por lá. É uma forma, um pouco mais trabalhosa, mas que vale a pena para ter conteúdos jurídicos de qualidade.

4 – Google Scholar

O maior buscador da internet do mundo, o Google, também tem sua página de artigos e conteúdos científicos. Ele é chamado de Google Scholar. Por lá tem tudo que é possível ser encontrado no que diz respeito à trabalhos acadêmicos.

O grande diferencial é que a plataforma enumera quantas vezes um trabalho foi citado. Inclusive, dá para indexar o seu trabalho acadêmico nessa página também.

5 – JSTOR

Por último, podemos citar aqui o Jounarl Storage. Ele existe desde 1995 e foi criado nos Estados Unidos. A ideia é uma só desde então: ajudar bibliotecas a organizar o número de periódicos acadêmicos.

Ao todo são mais de 2 mil periódicos e praticamente 800 da área jurídica. Por lá, temos jornais, livros e documentos disponíveis, que podem ser usados para pesquisa. Vale lembrar que se trata de documentos históricos também, sendo que alguns são datados no século passado.