Como se tornar um motorista particular e preencher as vagas abertas?

O mercado de trabalho no Brasil precisou se readequar às crises e as novas tecnologias. Hoje, uma forma de conseguir um emprego é se tornando um motorista particular. Mas, o que é e como ser um profissional como esse?

Considere que não estamos falando de trabalhar como motorista do Uber e nem mesmo em táxis, mas sim em ser o motorista particular de uma pessoa ou de uma família, por exemplo. Sim, o trabalho de motorista particular voltou com tudo e é uma ótima chance de trabalho.

Como se tornar um motorista particular e preencher as vagas abertas?

O que precisa ficar claro é que o motorista é aquele profissional que precisa estar atento à todas as leis de trânsito e ter muita paciência na hora de enfrentar a movimentação de carros, motos e pessoas em toda a cidade. Sabendo disso, dá para encontrar vagas abertas para motorista.

Carteira Nacional de Habilitação

A 1ª coisa mais importante de se considerar ao buscar vagas de motorista é saber que esse profissional precisa ter a CNH – Carteira Nacional de Habilitação, que dá direito às pessoas de dirigir no Brasil.

ANÚNCIO

Assim, a regra é a seguinte: a carteira A é para dirigir motos ou veículos com 3 rodas, já a B é para veículos com até 8 lugares e a C para caminhão. Já a categoria D é para o transporte de passageiros, como ônibus e micro-ônibus. Tem ainda a E, para reboques.

Bom, sabendo disso, o interessado vai precisar reconhecer onde vai trabalhar para saber qual CNH tirar, aliás, em qual categoria. As provas são teóricas e práticas e todo motorista deve passar por cursos para tirar a carteira de motorista.

O horário de trabalho

O horário de trabalho do motorista é variável e vai depender de como ele está atuando no mercado de trabalho. Por exemplo, o motorista de caminhão tem horários meios diferentes, já que na maior parte das vezes está na estrada.

Já o motorista de ônibus trabalha, quase sempre, para empresas e, portanto, tem horário certo para fazer, cumprindo as leis trabalhistas, no que é chamado de escala. Já os taxistas e motoristas particulares podem fazer o horário que julgarem mais lucrativo.

Além disso, há de se considerar também que motoristas de caminhões e vans, quase sempre, estão em equilíbrio entre as estradas e as ruas enquanto taxistas ficam apenas nas ruas urbanas e dificilmente vão para a estrada.

No caso do motorista particular, ele pode ser um MEI (Microempreendedor Individual) e fazer o seu próprio horário de acordo com o seu cliente. Isso pode ser bom porque deixa estabelecido também um pagamento mensal, o que garante estabilidade financeira.

Profissional regularizado em lei

A dica é ser um profissional regularizado em lei. Seja trabalhando para uma empresa, para uma família, para uma concessionária ou qualquer outra opção, como autônomo. Sempre dá para estar regularizado e pagando os impostos em dia para garantir os direitos.

E, além disso, é muito importante que esse trabalhador que atua como motorista esteja em dia com toda documentação do carro e dê segurança aos passageiros, seja com os itens de segurança do veículo ou com os cursos de treinamento e roupas adequadas.

Outro detalhe importante é que sempre dá para usar a tecnologia a seu favor. Como motorista particular é muito importante ter um bom GPS ou smartphone que permite o acesso as ruas e as rotas que devem ser traçadas, por exemplo.

A postura do motorista particular

O motorista particular deve ter postura de um motorista particular, obviamente, ele não deve dirigir de chinelo e sem camisa, por exemplo. O ideal é se vestir de forma adequada, como jeans e camisas mais elegantes.

Além do vestuário, o profissional também deve estudar a sua postura corporal, de movimentos e falas. Por exemplo, qual é o ideal? Apenas falar o necessário para evitar criar situações constrangedoras. O silencia vale ouro, lembra?

Outra coisa é fazer o passageiro se sentir bem e à vontade. Ofereça água e balas, por exemplo, que são produtos de baixo custo e que podem fazer toda a diferença. Pergunte a ele sobre a temperatura do ar-condicionado também.

Cursos para ser motorista particular

Como a profissão de motorista está em alto no país, tem muitos cursos profissionalizantes disponíveis sobre o tema. E eles costumam ser valiosos porque ensinam as pessoas não apenas como dirigir, mas como se comportar.

Tem cursos que oferecem até mesmo planilhas orçamentárias para os profissionais gerir melhor a vida financeira, considerando a manutenção do veículo, por exemplo. Os cursos são feitos online ou presencialmente, dependendo da instituição.

Vale lembrar que os cursos para motoristas não são obrigatórios, só que esse treinamento pode ser um diferencial na busca por uma vaga de emprego em um país tão concorrido e com tanto desemprego.

As vagas de trabalho para motorista

Se você quer ser um motorista profissional deve buscar as oportunidades na sua cidade ou em áreas onde você possa atuar. Isso pode ser feito de boca a boca, com empresários e pessoas que lidam com pessoas o tempo todo.

E, como sempre aconteceu, até hoje dá para buscar vagas de emprego em jornais e murais, que são distribuídos em cidades. Isso vale especialmente para cidades pequenas e do interior.

Mas, hoje em dia, a forma mais simples de saber sobre as vagas de trabalho é através da internet. Existem sites especializados nesse assunto, como o Trabalha Brasil, que é do Governo Federal e o CIEE (Centro de Integração Empresa Escola), que é para jovens em começo de carreira.

Outra opção é fazer o cadastro de currículos para as vagas abertas e disponíveis em sites que aceitam esses currículos para gerir as oportunidades ditadas pelas empresas, como Indeed, Catho, Vagas.com, entre outras plataformas online.

ANÚNCIO