4 coisas necessárias para montar um salão de beleza

Atualmente, a variedade de opções disponíveis para abrir um salão de beleza faz com que muita gente leve essa ideia adiante. O programa Salão Parceiro, por exemplo, possibilita que vários microempreendedores atuem de forma dinâmica e empresarial.

Mas, montar um salão de beleza não é tão simples quanto: ter um lugar comercial e muitos profissionais para prestar o serviço. Existem detalhes importantes que precisam ser pensados antes e que vão ser determinantes para o sucesso do negócio.

4 coisas necessárias para montar um salão de beleza

Nós separamos uma lista com várias coisas necessárias para abrir um salão de beleza. Confira!

1 – O Ponto Comercial

O ponto comercial é importante porque hoje em dia, por enquanto, não é possível prestar um serviço de beleza via internet.

Por isso, comece a levar em conta a escolha do seu lugar. Se vai ser alugado, comprado ou no quintal de casa, por exemplo. Pense também no tráfego da região, no tamanho do lugar, na acessibilidade dele, na concorrência local.

Atualmente, os salões de beleza são muitos variados, mas o que todos prezam é pelo atendimento ao cliente, que deve ser feito com excelência.

Assim, comece a por na sua lista o que pode ser importante no quesito ponto comercial. Se o lugar for alvo de muitos assaltos, por exemplo, talvez não seja bom. Se é um lugar muito longe de tudo, também não. E assim por diante.

2 – Os Serviços Prestados

Você sabe que um salão de beleza pode oferecer muitos serviços. E quanto mais serviços, melhor. Mas, todos esses serviços precisam ser de qualidade, obviamente.

Então, temos que pensar que é preciso considerar os clientes, os tipos de serviços oferecidos, a margem de lucro e o posicionamento da empresa.

Você vai trabalhar apenas com os serviços mais básicos ou terá aqueles diferentes? Você vai ter serviços exclusivos, individuais, pacotes?

3 – Os Equipamentos de Trabalho

Outra questão a se pensar na hora de montar o salão de beleza é sobre os equipamentos que serão usados.

E acredite: são muitos os equipamentos possíveis, o que dará um belo de um investimento se você for comprar todos de uma vez.

A dica é priorizar.

Podemos pensar em cadeiras, lavatórios, balcões, carrinhos de transporte, estações… E até mesmo nos produtos que serão usados, como tintas, esmaltes, lixas, etc.

Aliás, é bom você saber que desde 2017, todos os salões de beleza tem que ter a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) como parceira para certificar o funcionamento do lugar.

4 – A Equipe de Trabalho

Por último, a equipe de trabalho. Porque se estamos falando em um salão de beleza, muito provavelmente, você não está pensando em trabalhar sozinho, certo?

Lembre-se que o Brasil é hoje em dia o 3º maior mercado do mundo em assuntos de beleza, perdendo apenas para Estados Unidos e China. Então, há sim mercado. E quanto mais profissionais bem preparados você tiver ao seu lado, melhor para o seu negócio.

Leve em conta que com a Lei do Salão Parceiro, as possibilidades se aumentaram e você pode fazer parcerias com muitos profissionais sem ter custos para isso. Tudo ficou menos burocrático.