Conheça mais do mercado dos patinetes elétricos

Saiba mais sobre o meio de transporte que caiu no gosto de muita gente no mundo todo e no Brasil: o patinete elétrico. Até mesmo porque ele fez surgir algumas ótimas oportunidades de novos negócios do setor. Esse é o mercado dos patinetes elétricos que você vai conhecer.

Ele é para crianças, turistas e… todo mundo que quiser. A verdade é que em muitas partes do mundo dá para encontrar um verdadeiro trânsito de patinete! Mas, o que isso significa, o que é esse mercado, como investir nele? É sobre tudo isso que vamos falar nos próximos tópicos.

Até mesmo porque andar pelas ruas de Barcelona, na Catalunha (Espanha) sem encontrar pessoas nesses veículos é praticamente impossível. Inclusive, se você não sabe, deveria saber que existem regras bem específicas para eles.

São leis que tem a ver com o limite de velocidade, idade para a condução do veículo e até mesmo os ambientes de circulação liberados. Ainda acha que esse não é um mercado a ser explorado aqui no Brasil também?

Nos Estados Unidos

Cruzando o oceano e chegando aos Estados Unidos, aqui mais perto da gente, temos a cidade de Stillwater, em Oklahoma. Obviamente, ela não possui a mesma abertura à mobilidade urbana, mas já conta também com esse meio de transporte como opção liberada.

Leonardo Vieira Santos contou sobre isso para uma revista impressa no último ano. Ele disse que usa o patinete elétrico para se deslocar entre pequenas distâncias, como entre o mercado e a casa dos amigos.

“Não são todas as ruas que possuem calçadas e, muitas vezes, têm muitos buracos ou obstáculos que dificultam o equilíbrio. Por outro lado, quando necessário andar na rua, os carros respeitam a distância e nunca tive problema”, ele avalia.

E continua explicando o motivo para o uso dos patinetes: “Optei pelo patinete elétrica devido ao preço e à praticidade”, afirma o engenheiro. Ele também fala que usa um aplicativo chamado Lime para fazer seus trajetos.

No Brasil

No Brasil, também já existe esse mercado dos patinetes elétricos. Tanto é que a startup, ao lado da bilionária Bird, é uma das inspirações para os serviços que começam a chegar ao Brasil.

A capital paulista foi uma das primeiras a começar a contar com sistema de patinetes elétricos compartilhados por meio de 2 empresas, Scoo e Ride.

Mas, afinal é tendência ou moda?

Agora, o texto é bem focado nos empresários que gostam de admirar e escolher mercados em expansão. Para chegarmos a uma resposta mais concreta, buscamos informações do arquiteto de soluções Bruno de Souza. Veja qual é a opinião dele sobre o assunto.

“Já existem alguns players no mercado, como a Grin, Scoo e a Yellow. A Grin e a Scoo perceberam que existe uma revolução quando se fala sobre mobilidade urbana”.

“E, neste nicho, viram um público novo que deseja usar equipamentos sem a necessidade de comprá-los para uso diversos – como percorrer distâncias curtas até uma estação de metrô/trabalho, fazer um passeio ou chegar a alguns restaurantes na hora do almoço”.

Nesse caso, vale citar aqui que a Grin recebeu um aporte de R$ 45 milhões, o que mostra o quão promissor é este negócio até mesmo aqui no Brasil.

Leia Também

O mercado das bikes e patinetes!

O especialista também comentou que a Yellow começou no ramo de bicicletas, mas já ativou seu serviço para patinetes.

Além do mais, ele aposta que a Uber não deve deixar esse mercado passar em branco. Inclusive, já comentou sobre alguns planos relacionados ao setor para os próximos anos.

Logo, fica bem claro que o mercado dos patinetes elétricos é uma tendência e quem souber aproveitar o momento pode se dar bem.

“A grande tendência no mercado de economia colaborativa relaciona-se aos bens de consumo e aos serviços que podem derivar dele, como carros, ferramentas e recicladoras compartilhados”, diz o engenheiro e professor especialista em inovação e economia criativa Luiz Fernando Durão.

O plano de negócios

mercado dos patinetes elétricos

Se você gostou dessa ideia é bem provável que já esteja fazendo planos para começar a investir nesse segmento. No entanto, apesar de promissor, esse é um mercado que exige cuidados, especialmente na hora de montar o seu plano de negócios.

A primeira coisa é se atentar aos detalhes da estrutura. “A cidade está se adaptando ao uso das patinetes. Devido ao mau uso do público, já foi proibida a circulação em algumas áreas por conta de acidentes e por parar em locais inadequados”, lamenta Leonardo Vieira Santos.

Logo, você enquanto empreendedor deve fazer essa análise do transporte público, da estrutura, das ruas… Com isso, a gente vê que não se deve pensar apenas no negócio em si, mas nas legislações referentes a ele também.

Aliás, não se esqueça do levantamento de custos e da projeção de um Mínimo Produto Viável.

O mercado existe!

Para finalizar o conteúdo sobre mercado dos patinetes elétricos, considere que ele realmente existe. Assim, se você tiver cuidado pode se dar bem nele. Até mesmo porque o cenário é muito dinâmico e a concorrência vai surgir bem rapidamente.

  • São muitos mercados, mas temos algumas dicas breves.
  • O seu time deve conhecer o produto de ponta a ponta
  • O produto deve nascer em uma plataforma flexível, que permita a sua evolução
  • É preciso estar engajado e motivado, pois terão momentos de pressão
  • Nunca perca o foco!

Aliás, essas são algumas dicas bem sinceras para você se dar bem quando for investir em qualquer negócio. Afinal de contas, é preciso estudo, perseverança e dedicação para trabalhar em qualquer mercado nos dias de hoje.