McDonald’s demite CEO por relacionamento com funcionária – entenda

A gente sempre cita aqui no blog do Vaga Trabalho algumas empresas que são as mais buscadas para quem quer entrar no mercado de trabalho ou para quem busca uma recolocação. E o McDonald’s sempre está na lista dessas empresas.

No entanto, nem todo mundo preenche os pré-requisitos para as vagas ou não se comportam com base no que a empresa acredita. E essa semana saiu uma notícia que “bombou” na internet e é sobre a demissão de um CEO, que é alguém com um cargo alto lá no Mc.

A gente vai falar sobre isso. Já que o assunto se torna importante tanto para quem busca vagas de trabalho como para quem conhece o Mc ou para quem vai enviar um currículo para trabalhar lá nos próximos meses. Atente-se à notícia!

A notícia

Steve Easterbrook era o presidente executivo (CEO) do McDonald’s. Ele foi demitido por se manter em relação afetiva e pessoal com uma funcionária da mesma empresa. E, com base nas normas do Mc, isso é totalmente proibido.

A descrição da proibição diz algo como “ser proibido pessoas de cargo superior se relacionarem com outros funcionários”. E a empresa fez a demissão com uma justificativa que chamou a atenção: “o funcionário demonstrou falta de juízo”.

Steve confirmou o que a empresa disse e enviou um e-mail aos colegas de trabalha confessando o relacionamento e admitindo o erro. “Considerando os valores da empresa, concordo com o conselho de administração de que é o meu momento de sair”.

Para o lugar de Steve, o Mc chamou Chris Kempczinski, que assumiu o cargo após ser considerado uma das figuras mais importantes da companhia dentro do maior país do mundo, os Estados Unidos.

Resultado

McDonald’s demite CEO por relacionamento com funcionária – entenda

Para quem não vê a importância do que uma demissão como essa pode significar, saiba que desde a saída do CEO, a empresa teve uma queda de 2% na bolsa de valores do país. Sendo que durante a sua gestão, o CEO havia ajudado a empresa a dobrar as ações.

Ele foi considerado um verdadeiro incentivo humano da nova geração dos consumidores locais. E fez parcerias, inclusive, com aplicativos de entrega, criando também as “ofertas de café da manhã do dia”. E tudo isso elevou as vendas.

Na contrapartida, com a demissão, os números caíram muito. O que quer dizer que mesmo sendo uma peça-chave importante dentro de toda a marca, o McDonald’s, como outras empresas, tende a respeitar as políticas internas que foram criadas.

Fica a dica!

Assim sendo, a gente encerra o conteúdo dando a dica de que o ideal, em todos os casos e empresas, é respeitar as regras internas que existem. Até mesmo uma pessoa importante, com um cargo de chefia, pode ter comportamentos não aceitáveis e acabar demitido.

Inclusive, quase todas as empresas têm adotado a mesma medida do Mc por julgarem esse relacionamento entre funcionários como algo considerado “assédio”. E mesmo que você não considere isso, saiba que as regras foram feitas para serem seguidas e respeitadas.