Jogadores do Cruzeiro pedem por melhores condições de trabalho

A pandemia vivida no início de 2020 fez com que muitos governos adotassem o isolamento e o distanciamento social como estratégia para conter e impedir o avanço da doença, dado o seu alto contágio por vias respiratórias.

Isso impactou muitas dimensões da vida humana, como, por exemplo o setor econômico. Visto que muitas pessoas não podem sair para trabalhar, sua renda foi comprometida, seja porque é trabalhador informal, seja porque foi demitido ou teve seu contrato suspenso.

Essa crise chegou até mesmo no futebol, não só do Brasil, como de todo o mundo. Nesse artigo, veremos alguns desses impactos em times brasileiros a fim de entender as solicitações feitas pelos futebolistas.

Jogadores do Cruzeiro pedem por melhores condições de trabalho
Foto: (reprodução/internet)

Entendendo a polêmica

Em um vídeo publicado pela Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (FENAPAF), na noite do dia 04 de maio de 2020, muitos futebolistas manifestaram-se sobre a crise causada pela doença. Eles também pediram a união dos profissionais contra mudanças de leis propostas por políticos. 

Essa mudança refere-se ao Projeto de Lei (PL) 2125/2020, proposta pelo deputado federal baiano Arthur Oliveira, participante do partido político Democratas (DEM-BA), que foi aprovada no Congresso Nacional em 2020. Ela foi bastante criticada por privilegiar mais os clubes do que os jogadores.

ANÚNCIO

O que diz a PL 2125/2020?

Um dos artigos do projeto de Lei proposto pelo deputado prevê que a cláusula indenizatória dos jogadores de futebol contratados pelos times diminua em 50%. Essa cláusula serve para compensar jogadores ou clubes no caso de contratos serem rescindidos por alguma das partes.

Outra medida da PL é o congelamento da cobrança do Profut. O Pofut é o Programa de Modernização da Gestão e Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro, que visa renegociar e reduzir o valor total das dívidas contraídas pelos clubes de futebol. Essa medida barraria quaisquer punições esportivas para aqueles que desrespeitassem acordos.

Uma terceira medida proposta é que a arrecadação feita através da loteria Timemania seja repassada diretamente para os clubes. Atualmente, tal soma arrecadada é repassada para os fundos do Profut, mas, caso seja direcionada aos clubes, contribuirá para a manutenção de custos dos clubes, como pagamento de salários de funcionários e jogadores.

Crítica feita pelos jogadores

Além de ser divulgado pela própria FENAPAF, junto com uma nota de repúdio no site oficial da instituição, muitos jogadores de futebol divulgaram também o vídeo. Nele, aparecem muitos futebolistas de vários times, incluindo os jogadores do time mineiro Cruzeiro, Léo e Fábio.

Na primeira manifestação pública sobre a pandemia de 2020 e as mudanças na Lei aprovadas no Congresso Nacional, os jogadores pediram por melhores condições de trabalho, além de lembrar sobre as diferentes realidades vividas pelos futebolistas, em especial aqueles que trabalham apenas 3 meses no ano e recebem menos de 2 salários.

Muitos times, após 30 dias de férias, estão retomando suas atividades, sejam presenciais ou a distância. Aqueles que terão treinos presenciais, pedem medidas de proteção à saúde que atendam às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). Também pediram para serem ouvidos antes de serem realizadas mudanças nas leis do futebol.

ANÚNCIO