INPI alerta sobre cuidados com golpes de registros de marcas

Hoje em dia, com tantas informações e oportunidades na internet, muita gente se preocupa em registrar a sua marca. E esse realmente é um bom começo para se evitar problemas jurídicos e até mesmo uma cópia de ideia.

Só que, infelizmente, o que tem acontecido é que muita gente tem tido problemas com isso. E na verdade, não é bem com o registro das marcas, mas com os golpes. Abaixo, você vai ver por que registrar uma marca e quais cuidados tomar com esses golpes.

INPI alerta sobre cuidados com golpes de registros de marcas

Por que registrar uma marca?

Como mencionamos no início do conteúdo, nos dias atuais, é muito simples ter uma boa ideia na cabeça. E fazer acontecer. Aí, as pessoas podem começar a ganhar dinheiro online ou mesmo de forma física, em lojas e vendendo serviços.

Depois um dos passos para oficializar o trabalho e regularizar o negócio é registrar a marca no INPI. Para quem não sabe, o INPI é o Instituto Nacional da Propriedade Industrial. E é um órgão do governo federal que faz o trabalho de registros de marcas, entre outras atividades.

E até aqui tudo bem. Não tem problema em registrar marcas. Aliás, é até muito bom para a empresa, que vai ter uma marca reconhecida. Isso traz confiança para os consumidores e autenticidade para o negócio.

ANÚNCIO

Logo, considere que você pode registrar uma marca independendo do que faz ou vende. Pode ser um food truck ou até mesmo um canal do Youtube ou uma página do Instagram. A ideia é assegurar que a sua marca é, verdadeiramente, sua.

O golpe do registro de marca

Aí que começa a aparecer o problema de se fazer isso. Antes de tudo, vale dizer que o INPI garante que qualquer pessoa ou empreendedor pode usar os serviços do INPI sem precisar contratar um serviço ou alguém.

Mas, mesmo assim, muitas empresas se oferecerem para ajudar as pessoas a registrar suas marcas no INPI. Bom, aí essas empresas começam a emitir boletos para as pessoas pagarem. Só que não se trata da prestação de serviços, nem do registro. Geralmente, são golpes.

Por isso, ficou conhecido como golpe do registro de marca. A boa notícia é que tem saída, tem formas de evitar esse tipo de golpe. E as dicas são do próprio INPI, como vamos listar abaixo. Continue lendo.

As medidas de precaução

A primeira coisa a se observar é que você mesmo pode usar os serviços do INPI sem ter uma empresa por trás. O segundo ponto importante é saber que o INPI não envia boletos por e-mail e nem mesmo por correspondência na sua casa ou empresa.

Se você tem que pagar uma conta do INPI, saiba que o único caminho é entrar no site da instituição e imprimir a sua Guia de Recolhimento. Então, o INPI não vai te enviar nada, nem mesmo te ligar, ok?

Veja o que a empresa comunica: “A única forma de recolher as taxas do INPI é através de uma Guia de Recolhimento da União, que o próprio usuário gera no portal do INPI”. Para saber mais, acesse o site do INPI.

ANÚNCIO