Descubra se é a hora de fazer a expansão da empresa com essas 3 dicas

Pensar sobre a expansão da empresa, seja por meio do franchising ou outras alternativas, é um desafio constante na vida de muitos empreendedores. Isso porque uma escolha assertiva pode levar à resultados milionários.

No entanto, o oposto também acontece. Assim, uma escolha errada pode levar à falência do projeto inicial. Por isso, a gente tem que analisar o caminho e estudar quais as possibilidades de isso dar certo.

Pensando nisso, conversamos com especialistas da área. Assim, a conclusão foi a de que existem 3 pontos que precisam ser analisados muito bem: perfil, know-how e acerto. Se você ficou confuso, saiba que vamos explicar cada um dos tópicos nas próximas linhas.

O cenário atual

Não há dúvidas de que houve uma melhora gradativa do cenário econômico nos últimos anos. E isso foi importante para trazer de volta a vontade dos brasileiros de empreender.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), esse setor tem crescido de forma constante há alguns meses. Portanto, essa pode ser a hora certa para quem está pensando na expansão da empresa.

No entanto, esse momento só vai acontecer quando a empresa já estiver bem estruturada no mercado. Isso inclui ter uma marca conhecida, maturidade e projeção.

Os especialistas falam muito em expandir se tornando franqueadores nos dias atuais. Pensando nessa ideia, a gente trouxe 3 dicas para você descobrir se é a sua hora de crescer.

1 – O perfil do empreendedor

A primeira coisa é saber que o empreendedor precisa ter a ideia de franquear. Inclusive, isso vai custar algum investimento, por isso a decisão é importante. Logo, se tornar um franqueador significa aceitar a entrada de sócios.

O motivo é adquirir experiência e expertise para esse tipo de negócio.

“É preciso entender que o seu trabalho a partir dali é transmitir conhecimento. E apenas isso. Você não vai conseguir acumular funções como fazia anteriormente. O empreendedor precisa se doar para auxiliar o franqueado a alcançar os seus objetivos com a franquia”.

Essas são palavras do especialista Bruno Galvão. Para ele, a questão do perfil do empreendedor é muito simples: ele deve ser um líder para auxiliar outros empreendedores.

2 – O uso do know-how

O know-how nada mais é do que a experiência adquirida enquanto era apenas uma unidade, uma loja, uma marca. Assim sendo, o ideal é que o empreendedor também saiba fazer o uso dessa expertise.

Para ser mais exato, são 3 pontos que são primordiais se o interesse for mesmo na expansão da empresa: pessoas, produtos e processos.

“Quando falamos de franquia, os processos operacionais, administrativos e técnicos precisam estar sob controle. A execução desses processos vai garantir que a franquia entregue resultados de qualidade”, afirma o especialista.

Descubra se é a hora de fazer a expansão da empresa com essas 3 dicas

3 – O acerto

Nessa última dica não tem muito segredo. Basicamente, você tem que acertar para não errar. Inclusive, um simples erro estratégico que for criado pode te levar a falência sim.

Assim sendo, nunca comece uma expansão sem ter um planejamento detalhado disso. A sua loja vai ser franquia e isso muda muita coisa. Leve em conta todas as particularidades do seu produto ou serviço.

Por exemplo, a produção, documentação, processos, comercialização, etc. Somente após ter tudo isso registrado é que você deve começar a dar início do seu processo de expansão. Ainda mais se for para ser uma rede de franquias.

Bônus – histórias de sucesso

No artigo anterior, a gente fez uma pesquisa citando ótimos exemplos de sucesso das franquias. Para resumir esse assunto, trouxemos aqui uma verdadeira análise essas empresas. Confira e tenha mais segurança para iniciar o seu projeto de expansão.

A Busger nasceu em 2014 e começou a ser uma franchising em 2017. Hoje tem 7 unidades próprias e mais 4 franqueadas. O investimento inicial parte dos R$ 500 mil, sendo que o retorno aparece em 24 meses. A taxa é de R$ 50 mil.

A CI Intercâmbio e Viagem foi fundada em 1988 e tornou-se uma rede de franquias em 1992. Hoje tem 22 unidades próprias e mais de 100 franquias. O Investimento inicial parte dos R$ 4 mil, com taxa de R$ 3 mil e retorno em até 29 meses.

A Mania de Churrasco foi fundada em 2001 e 11 anos depois já entrou no mercado oferecendo franquias. Hoje, são 6 unidades próprias com 57 franquias. Os investimentos iniciais partem dos R$ 800 e o retorno vem em 36 meses.

A Terra Madre é outro exemplo para quem quer fazer a expansão da empresa através da criação de franquias. Fundada em 2014 se tornou uma franqueadora em 2015 e hoje tem 14 franqueadas pelo Brasil. O investimento para começar é R$ 280 mil e o retorno vem em 3 anos.

O último exemplo é o Vai Voando, que é de passagens aéreas. 10 anos após a fundação se tornou franqueadora também. Com apenas R$ 3 mil já dá para começar a investir nessa rede, com retorno previsto a partir do 8º mês de atividade.