Conheça 3 exemplos de multiempreendedores brasileiros

Um multiempreendedor ou empreendedor serial deve saber identificar as oportunidades de novos negócios que surgem. No entanto, isso não acontece da noite para o dia. Se você não sabe do que estamos falando, conheça esses exemplos de multiempreendedores brasileiros.

Eles são ótimas maneiras de você começar a entender mais desse assunto. Afinal de contas, hoje em dia, isso é bem mais comum do que você poderia imaginar. Por exemplo, você sabia que o mercado e as pessoas apontam indícios o tempo todo sobre as suas necessidades?

O que isso tem a ver com o assunto do texto de hoje? Bom, se você não entendeu ainda, considere que é preciso começar a pensar mais sobre isso para ver os novos negócios que podem surgir.

Afinal, estar atento ao mercado e as necessidades das pessoas é uma das características desses empreendedores. O motivo é fato de que o mercado oferece muitas possibilidades de investimentos, que geram retornos lucrativos a quem ousa ir além.

Os 3 exemplos de multiempreendedores brasileiros

Portanto, você tem que começar a considerar a busca permanente pela melhoria da vida das pessoas. Afinal, é isso que esses empreendedores que estão listados abaixo fazem o tempo todo e todo dia.

ANÚNCIO

Se você estava em busca de inspirações, conheça e grave bem esses nomes: Ricardo Lyra, Ronner Anderson e Luiz Duarte. Agora, confira cada um deles em breves tópicos, onde vamos mostrar mais dessa visão de multiempreendedor.

1 – Ricardo Lyra

Lyra é dono de várias marcas de franquia. Aliás, para a revista Gestão e Negócios (ed. 129), ele disse que a tomada de decisão que envolve um novo investimento não pode ser feita por impulso nem por aventura e muito menos da noite para o dia.

Na visão dele, empreender exige muito estudo e análise, do mercado e do futuro. “É fundamental elaborar um plano de negócios conservador, construído com base em informações sobre o mercado-alvo”.

Para Lyra, esse é o grande segredo do sucesso no presente. Porém, “não é garantia de sucesso no futuro”. Logo, ele também diz que é importante avaliar como vai acontecer evolução do negócio em mercados mais maduros – no que diz respeito ao potencial de crescimento.

“Quanto mais operações em um mesmo ramo de atividade, mais acelerada será a curva de aprendizagem e menor será a probabilidade de erros a serem cometidos”, ele complementa.

Agora, para fechar as falas de Ricardo Lyra, saiba que ele também fala sobre os erros cometidos pelos novos empreendedores. “É importante ressaltar que os erros acontecerão e devem ser encarados como parte do processo de aprendizagem e amadurecimento”.

2 – Ronner Anderson

Ronner é advogado, publicitário, jornalista e coach. Para ele, todas as decisões dependem as habilidades do empreendedor – mas, também do momento em que ele vive.

“Poderá haver um momento em que, mesmo que se tenha muitos recursos, será necessário ter foco. Quanto maior a diversificação, maiores serão os riscos e, por consequência, haverá a necessidade de uma conscientização mais profunda sobre os recursos que se possui”.

Ao dizer isso, ele ainda complementa a frase, dizendo que não se importa tanto com o fato de um negócio estar correlacionado a outro ou não. “Se eu percebo o valor e entendo o propósito, tendo as condições positivas, eu aposto nisso”, diz.

Também para a revista Gestão e Negócios, ele falou que investir vai além de se envolver em um novo negócio. O maior erro está em negligenciar um investimento por “falta de conhecimento, investimento ou energia”.

Então, para Ronner, qual é o segredo para ser um empreendedor serial? “Planejar, aprender, analisar cenários, conhecer os riscos, entender as necessidades de público e criar estratégias que favoreçam os negócios”.

3 – Luiz Duarte

O último dos exemplos de multiempreendedores brasileiros que trouxemos aqui é Luiz Duarte. Ele acredita que é mais importante se identificar com áreas que deseja empreender do que qualquer outra coisa.

Para complementar essa visão, ele conta parte da sua história: “Só me envolvo em negócios que têm propósito – que resolvam a dor de alguém”, ele diz. Para quem não o conhece, Duarte é engenheiro aeronáutico e fundou, em 2014, a 99Motos. Também investe em startups.

Duarte também comenta sobre a importância de considerar os riscos que um novo negócio oferece. “Nunca comece um negócio estando no vermelho, pense sempre na saúde financeira de seus negócios. Um multiempreendedor não faz milagre sozinho”.

Bônus – Niklas Zennstrom

Ele não é um dos exemplos de multiempreendedores brasileiros simplesmente por não ser brasileiro. Ainda assim, Zennstrom tem o seu papel de importância no mundo desse novo formato de empreender. E, por isso mesmo, você também deve conhecer um pouco dele.

Se você nunca ouviu falar desse nome, a gente vai trazer aqui uma breve lista das suas “criações”. Confira: Skype, Kazaa, LasFm, Joost e Joltid. Além da sua última invenção, que é o Atomico Ventures.

exemplos de multiempreendedores brasileiros

O sueco de 43 anos estudou física, engenhar e computação. E sempre divulga dicas para quem quer empreender em qualquer lugar do mundo. Inclusive, ele fala muito em perder o medo de falhar, que empreender é estilo de vida e não emprego, além de citar a importância da tecnologia.

Veja um exemplo disso tudo, que está em uma frase que é muito citada em congressos e palestras: “empresas de tecnologia podem escalar de forma mais eficiente e barata do que as tradicionais, e são mais estratégicas também”.

ANÚNCIO