Entenda o site “Adote um Currículo”

Em tempos de pandemia, como a vivida por toda a população mundial no início do ano de 2020, muitos aspectos das vidas das pessoas são alterados. O principal deles é o emprego, visto que, com a estratégia de isolamento social como combate à propagação da doença, muitas pessoas acabam perdendo o emprego.

Isso gera tem muitos impactos econômicos também, não só na rotina financeira familiar, como também em dimensões até mesmo nacionais. Se uma pessoa não tem recursos suficientes para pagar contas básicas, como água e energia, é pouco provável que ela vá adquirir produtos que não considere como necessários.

Entenda o site "Adote um Currículo"
Foto: reprodução/ internet.

Pensando nisso, observam-se várias ações para auxiliar aqueles que passam por necessidade, especialmente durante esse período. Essas ações partem tanto de programas do Governo Federal por conceder benefícios econômicos quanto de iniciativas privadas

Adote um Currículo

O “Adote um Currículo” é uma iniciativa privada que surgiu a partir da conversa entre dois amigos, Paulo Silva e Rodrigo Chiesa, ambos de São Paulo, que perceberam que muitas pessoas ficaram desempregadas por causa do momento de quarentena.

Essa plataforma busca contribuir na divulgação de profissionais que buscam uma recolocação no mercado e, assim, ampliar as possibilidades de contratação. Na página principal do site, cards desses trabalhadores são mostrados, junto com o nome, foto e perfil no LinkedIn.

ANÚNCIO

Para “adotar” um currículo, é só selecionar um profissional disponível na plataforma e escolher em qual plataforma você deseja divulgá-lo, podendo ser pelo LinkedIn, Facebook, Twitter ou WhatsApp. Na postagem realizada, é necessário usar a hastagh #adoteumcv.

Como ser adotado?

A plataforma é bem simples, o que facilita o uso tanto de quem quer “adotar” como “ser adotado”. Nessa segunda situação, a pessoa precisa clicar em “Quero ser adotado”, que fica no canto superior direito da tela. Um formulário deverá ser preenchido com seu nome completo, link do perfil no LinkedIn e uma foto sua.

Com esse cadastro rápido, fácil e gratuito, a pessoa só precisa esperar que outra a “adote”. Caso a pessoa consiga uma nova oportunidade de emprego, é possível retirar seu nome da plataforma por clicar na opção “Como eu saio da lista?”, que fica no canto inferior esquerdo do site.

Atualmente, há essa possibilidade do próprio interessado cadastrar-se, mas, no inicio do projeto, os dados foram coletados a partir de planilhas divulgadas de forma pública no LinkedIn, com informações de profissionais que foram demitidos por causa da pandemia. Os criadores garantem que essas informações não foram utilizadas para uso comercial.

Outras formas de conseguir uma recolocação profissional

Além de buscar por uma nova oportunidade de trabalho pela colaboração de outros, é possível tomar a iniciativa por procurar e candidatar-se a vagas que estejam dentro da sua área de atuação e combinem com o seu perfil. Essa busca fica mais fácil por meio de portais e sites de empregos.

Um desses portais e que está entre os mais bem conceituados do Brasil é o Catho. Ainda que seja necessário tornar-se assinante do site para ter acesso às vagas disponíveis, a plataforma oferece outras ajudar para os profissionais, como cursos, testes e guia de profissões, além de visualização de vagas exclusivas.

Outro site muito famoso e utilizado por trabalhadores é o Vagas.com, que também está disponível no formato de aplicativos na App Store e Google Play. Além de permitir que o candidato veja as vagas disponíveis, o portal também possibilita vários recursos ao recrutador, como avaliação comportamental e entrevista por videoconferência

ANÚNCIO