3 dicas para encontrar um emprego no exterior e sair do Brasil

Trabalhar no exterior e sair do Brasil é o sonho de muitos brasileiros e não são poucos os tupiniquins trabalhando e morando em outros países. A busca por melhores condições de vida, experiência com outras culturas e mais oportunidades de crescimento profissional e pessoal são alguns dos principais motivos para isso.

Mas, como conseguir um emprego no exterior e sair do Brasil? Esta é uma pergunta complexa e que, com certeza, não tem uma resposta única, pois o caminho é diferente para todos.

3 dicas para encontrar um emprego no exterior e sair do Brasil

Abaixo trouxemos 3 dicas que podem te ajudar nesse processo.

Antes de começar uma busca por emprego no exterior e deixar o país para trabalhar por lá, você deve se preparar para isso.

  • Como está o seu currículo atualmente?
  • Qual a sua experiência profissional?
  • Você está no nível do que as empresas lá foram procuram?
  • E, obviamente, você fala a língua do país onde quer trabalhar?
  • Ou, no caso de não ter uma preferência, você fala inglês para poder se comunicar?

Ao responder essas perguntas, você sabe exatamente o que precisa fazer para entrar na briga por uma vaga no exterior. Caso ainda não fale inglês, por exemplo, você precisa procurar um curso e aprender; se o seu currículo ainda não está muito bom, você precisa incrementá-lo.

Para algumas pessoas, essa preparação pode não levar muito tempo enquanto para outras pode levar anos. Para quem pretende entrar no setor de serviços, a formação também não é um ponto crítico, mas uma boa experiência faz a diferença.

2 – Buscando por vagas

Na busca por trabalho no exterior, você deve usar todos os recursos que puder. E, como o principal recurso para praticamente qualquer coisa hoje é a internet, não seria diferente para a busca de vagas fora do país.

Existem milhões de sites na web oferecendo vagas em centenas de outros países, como, por exemplo, o StepStone, da Alemanha e o Job Monkey, nos Estados Unidos; e tudo que você precisa fazer é pesquisar bastante e com muita cautela, pesando cada decisão.

Obviamente, você também precisa se adequar ao cenário do país escolhido. Um currículo nos EUA não é o mesmo de um currículo na Rússia, por exemplo. Na Europa, o modelo de CV padrão é o Europass, mas uma boa pesquisa é importante para que você conheça a realidade do país.

E, além dos sites de vagas, uma ótima ferramenta para encontrar emprego em outros países é o Linkedin. A maior rede social do mundo do trabalho oferece uma série de funcionalidades úteis para esse propósito e pode te ajudar bastante.

3 – Saindo do Brasil

Depois de se preparar e encontrar uma boa vaga de emprego no exterior, chega uma das etapas mais difíceis: sair do Brasil.

Você vai precisar reunir todos os seus documentos, certificações, pedir visto para trabalho, guardar dinheiro para chegada e estabelecimento no país de destino e, além de inúmeras outras questões, validar o seu diploma.

O visto de trabalho é uma das partes mais demoradas e burocráticas de todo esse processo e você precisa pesquisar bem sobre todos os documentos necessários e entrar em contato com a empresa contratante caso seja necessário.

E, por fim, você ainda precisa organizar a sua mudança e da sua família, se for o caso, para a nova vida em um país de cultura, costumes, língua, leis, clima e povos completamente diferentes. Então esse é um processo extremamente lento e que exige paciência e cuidado.