Senado faz estudo que diz que desemprego é maior em jovens do que idosos

Quem está no mercado de trabalho talvez não tenha em mente o que as pessoas sem experiência na carteira de trabalho tem passado nos últimos meses e anos. A busca pelo primeiro emprego é um trabalho que requer tempo e paciência.

Agora, com novos assuntos sobre a velhice e a previdência social surgiu também uma pesquisa que mostra que os jovens estão mais propensos ao desemprego do que os idosos e adivinha o motivo principal para isso…

A falta de experiência no mercado de trabalho.

Senado faz estudo que diz que desemprego é maior em jovens do que idosos

Ainda assim, mesmo quem nunca trabalhou antes pode ter a concretização do sonho do primeiro emprego, especialmente se for jovem e tiver na escola. Saiba mais sobre isso.

O estudo do Senado

O estudo foi nomeado de “Probabilidade de Desemprego por Faixa Etária” e foi feito pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas de Consultoria Legislativa do Senado Federal.

ANÚNCIO

A pesquisa mostrou que os homens idosos têm mais chance de conseguir um emprego do que os adultos que tem entre 45 e 50 anos. Já as mulheres idosas, aquelas que tem 65 anos tem maior empregabilidade.

Veja o que diz os estudiosos da pesquisa: -“ a grande dificuldade de se arranjar emprego é na fase da juventude, quando ainda se dispõe de pouca experiência no mercado de trabalho”.

O foco do estudo era o de fomentar e comentar as mudanças no que ficou conhecida como reforma da previdência, que foi aprovada pelo atual presidente Jair Bolsonaro.

Mudança de perfil

Existem vários motivos para comprovar o que foi resultado do estudo. Mas, para alguns especialistas, o fato principal é que existe uma grande distância entre o que os jovens aprendem na teoria e o que realmente acontece na prática.

Outra coisa é que os mais velhos temem muito o desemprego e, por isso, acabam aceitando condições que nem sempre são tão favoráveis assim.

E isso se somada ao fato de que muitas dessas pessoas mais velhas aposentam e continuam trabalhando o que faz com que o salário atual se torne uma espécie de renda extra à aposentadoria. para o jovem, o valor pode não ser tão agradável.

A busca pelo primeiro emprego

O fato é que todo jovem que tem entre 14 e 24 anos e está estudando pode encontrar uma vaga de emprego mesmo que não tenha trabalhado antes com carteira assinada. Isso é possível através do programa jovem aprendiz.

A ideia do programa é justamente dar ao estudante a chance de conciliar o aprendizado na prática e dentro de uma grande empresa, onde poderá atuar por vários cargos diferentes e adquirir experiências diferenciadas também.

Muitas empresas fazem o processo seletivo anualmente para a contratação desses jovens, que precisam cumprir requisitos, além da disponibilidade de tempo para trabalhar por até 6 horas. Os benefícios são: salários, vales e os da carteira de trabalho.

Para se cadastrar no programa é preciso verificar quais empresas estão com vagas abertas.

ANÚNCIO