Como adquirir sua moto Zero KM

A moto é um dos melhores meios de locomoção por vários motivos, tanto pela versatilidade, economia em relação a seguros e combustível, quanto à parte da liberdade dos congestionamentos que assolam a rotina das grandes cidades. Porém, comprar uma moto não é uma tarefa fácil e isso demanda de alguns cuidados.

Quando vamos comprar uma moto, ou qualquer outro bem que demande de um maior valor monetário, a maioria das pessoas não costumam estar com o dinheiro completo e é por isso que devemos pensar em outros caminhos para o pagamento, como financiamento ou consórcios.

Para entender melhor sobre elas e saber qual escolher fique até o final do artigo!

 

Entenda o consórcio

 

ANÚNCIO

Ao fazer um consórcio o interessado se junta em um grupo mediante a organização de uma empresa especializada em consórcios. Os consorciados têm uma vantagem, pois as despesas são divididas proporcionalmente entre os mesmos, podendo ser até em 60 meses. No consórcio não há juros ao comprar uma moto, mas existem taxas que devem ser pagas à agência administradora. Porém, nesse método o consorciado demora mais a obter o bem adquirido.

 

Entenda o financiamento

 

O financiamento funciona de uma forma diferente, ele depende de uma autorização de crédito por meio de uma instituição financeira. Um dos pontos menos atrativos do financiamento é devido a ser um processo extremamente burocrático com base no perfil do financiado. Porém, caso o financiado se encaixe nas condições exigidas pela instituição, a quantia solicitada é liberada automaticamente, ao comprar um carro ou moto, o dinheiro já vai automaticamente para a concessionária.

 

Vantagens:
  • Pequena taxa de entrada para sair com a moto.
  • Prestações fixas.
  • Caso ocorra a quitação de parcelas futuras os juros incidentes são automaticamente excluídos.

 

Qual empresa escolher¨?

 

Atualmente vários bancos estão dispostos a financiar sua moto, tais como Itaú, Caixa, Bradesco, dentre outros. No entanto, devemos estar atentos as menores taxas e melhores benefícios. O Bradesco atualmente possui a menor taxa de juros, cerca de 1,81% ao mês, caso o financiamento seja de 10 mil reais, a parcela seria de 380 reais durante 36 meses. Com isso, no final o financiado pagou por volta de 13.600 reais à empresa.

No caso do Banco Yamaha, a taxa de juros é cerca de 2,25 ao mês, nas mesmas condições do exemplo com base no financiamento no Bradesco, isso acarretaria uma parcela 408 reais por mês durante os mesmos 36 meses. Porém nessa opção o financiado acabaria pagando cerca de 1.000 reais a mais para o banco.

Devido a isso, antes de assinarmos qualquer termo é imprescindível buscar quais as melhores opções para termos certeza de estarmos fazendo um bom negócio!

Aqui vai algumas opções dos maiores e melhores bancos para você pesquisar e encontrar o melhor negócio.

Banco Honda, Banco Yamaha, Banco do Brasil, Banco Itaú.

 

 

 

ANÚNCIO