Conheça 3 dicas para abrir um negócio fitness de comida

O mercado fitness está crescendo muito no mundo inteiro. Hoje em dia, as pessoas estão preocupadas com a saúde física. Mas, não é só isso: a mudança é completa e isso chega até nos alimentos. Por isso, abrir um negócio fitness pode ter a ver com vender comida também.

Aliás, nos dias de hoje dá para ver que existem muitas oportunidades nesse setor da alimentação. Por exemplo, o setor de sorvetes, que oferta produtos diferenciados, com menos açúcares, entre variados sabores.

Mas, além dele, tem outros produtos a serem vendidos. Eles vão desde os alimentos orgânicos, que são plantados e colhidos sem agrotóxicos; até aqueles que são feitos sem glúten, focados também na diminuição de calorias.

As pesquisas

Para começar o texto, vamos analisar o que as pesquisas nos dizem sobre esse mercado. Inclusive, saiba que uma pesquisa da agência Euromonitor mostrou dados importantes entre os anos de 2009 e 2014.

Nesse período, o mercado de alimentos saudáveis cresceu 98%, com destaque para opções sem glúten e os alimentos para vegetarianos.

ANÚNCIO

Fora isso, o movimento de US$ 35 bilhões por ano colocou o Brasil em um novo patamar. Agora, somos o 4º maior mercado do mundo no segmento. Mas, de quais alimentos estamos falando? São vários. Por exemplo, o açaí.

Ele possui propriedades antioxidantes e, com isso, está entre os alimentos com boa demanda.

“A preservação do sabor e propriedades nutritivas dos alimentos, o tratamento artesanal dos insumos, minimizando impactos industriais, são elementos importantes”, conta a CEO do Meu Açaí Express, Anelise Stahl Martins, em entrevista publicada na mídia impressa.

O açaí, por exemplo

O executivo também fala que um açaí de baixa qualidade pouca concentração de polpa de fruta, muito açúcar e misturas doces já não vai atender ao universo fitness. Por isso, é preciso atenção para ter um produto que vai fazer sentido para esse mercado.

Outros cuidados, como a contratação de uma equipe de profissionais qualificados, controle de custos e qualidade, são essenciais na opinião dele.

“Nosso diferencial é a praticidade e agilidade no atendimento com valores de sustentabilidade e transparência na cadeia produtiva, o que faz servirmos o açaí da mais alta qualidade do mercado, além de um cardápio baseado em alimentos funcionais e livres de conservantes”.

E completa dizendo que “as características principais que tornam o carro-chefe tão bom é o curto tempo entre a colheita são o processamento da polpa, garantindo, assim, todas as propriedades nutricionais da iguaria”.

Conheça 3 dicas para abrir um negócio fitness de comida

Inclusive, outro bom exemplo desse alimento é o Açaí Mormaii. Ele utilizado em várias redes e tem como fornecedora fazendas nordestinas. O produto assegura ter o maior nível de antioxidante de toda a média do mercado, como também um produto livre de conservantes.

As marmitas fits, também

Outro mercado que deve ser considerado por quem vai abrir um negócio fitness é o de marmitas fits. E foi a falta de opções saudáveis na hora das refeições que fez surgir o Mr. Fit.

O empreendimento é da Camila Miglhorini, que fazia consultorias quando viu em Paulínia (SP) a oportunidade desse novo produto.

Com isso, ela vendeu o carro e investiu R$ 50 mil na primeira loja, em 2013. Nessa ocasião, optou por um cardápio de grelhados, açaí, lanches e outras opções realmente saudáveis.

O resultado não poderia ser melhor. Em 2017, o crescimento de 70% trouxe um faturamento de R$ 40 milhões. Hoje são 105 unidades abertas e 47 em fase de implantação.

O segredo para abrir um negócio fitness

Assim sendo, o segredo para abrir um negócio como o de açaí ou de marmitas fitness pode ser qualquer um que você julgue importante. Mas, nada como aprender e estudar o que fizeram esses empreendedores de sucesso, não é mesmo?

No caso do Mr. Fit, a empresária acredita que a tecnologia e o comportamento saudável das pessoas vão cada vez mais se sobressair. Assim, os aplicativos usados para quem pratica treinos aliados a uma nutrição saudável se destacarão.

Camila diz também que o público tem termos e ingredientes que estão na ponta da língua, como quinoa ou linhaça. Para ela, existem 3 pilares para quem quer ser empreendedor e ter sucesso no Brasil nessa área do mercado fitness de alimentos. confira.

As 3 dicas para o sucesso

“ O setor de alimentação saudável tem crescido muito, mas é necessário que o empreendedor conheça o mercado local, verifique uma boa localização para instalação da loja, adquira capacitação para que possa atender seu público, elabore um plano de negócios com metas e estratégias e consiga agregar valor ao seu produto”, aconselhou ela em uma revista.

1 – Planejamento

Ela conta que quando o empreendedor tem algo como um plano, as chances de erros diminuem e, obviamente, o prejuízo. Portanto, o planejamento, o plano, a gestão… Tudo isso se torna imprescindível para o sucesso.

2 – Paixão

Até parece clichê, ela comenta. Só que afirma que aquela história de fazer o que você gosta faz toda a diferença. Afinal, o tempo será exigido e você vai precisar passar boa parte do dia ali, naquele seu projeto, que pode ou não prosperar.

3 – Persistência

Por fim, Camila também fala que existem muitos empreendedores que possuem tudo para ter sucesso. Porém, na hora que esbarram na primeira dificuldade, desistem. E, na verdade, não deveria ser assim. Persistência é a palavra de ordem.

ANÚNCIO